LABORATÓRIO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL: UMA PROPOSTA DE INTEGRAÇÃO DA UNIVERSIDADE COM O ENSINO MÉDIO

Apresentação
O presente projeto tem como um de seus objetivos a inserção de estudantes universitários na realidade social local. Suas atividades principais serão dirigidas para o contato com estudantes do ensino médio de cursos noturnos da cidade de Varginha, visando promover ações que possibilitem, a partir da ação educativa, sua compreensão e inserção nas atividades de empresas ou organizações públicas e privadas diversas. Nessa perspectiva, buscar-se-á propiciar aos estudantes da escola receptora do projeto maior qualificação e consciência crítica para enfrentar o mercado de trabalho. Dessa forma, pretende-se intervir na formação dos estudantes do ensino médio por meio de uma ação didático-pedagógica crítica, que permita o treinamento em atividades profissionais próprias ao funcionamento das empresas e suas associações com o emprego da tecnologia. Em primeiro lugar, deverá se estabelecer o contato com as escolas. Em seguida, definir os temas de interesse do colégio.

Introdução
Entende-se que os jovens deveriam ter uma consciência maior da realidade em que estão inseridos, principalmente na questão de sua qualificação profissional e de sua vida como estudantes, neste caso, estudantes do ensino médio. Cada vez mais é exigida dos jovens uma qualificação profissional que não se adquire apenas no ensino médio convencional. Portanto, na conjuntura atual, desenvolver ações e atividades que estimulem a consciência crítica aumenta a possibilidade de estes ingressarem no mercado de trabalho. Neste contexto, este projeto tem por objetivo proporcionar aos estudantes de escolas públicas da cidade de Varginha/MG uma maior qualificação profissional e estimular a consciência crítica destes, auxiliando-os na preparação para o mercado de trabalho por meio de uma integração com a Universidade Federal de Alfenas – Campus Varginha. Com este projeto, espera-se auxiliar os estudantes do ensino médio de Varginha a terem uma melhor base para compreender o mercado de trabalho atual, além de incentivar o pensamento crítico desses estudantes pela transmissão de conhecimento; despertar a motivação pelo estudo, pelo mercado de trabalho e pela auto-valorização dos mesmos como estudantes e profissionais e estabelecer uma parceria sólida com Escola, com a finalidade de promover a integração duas instituições e, assim, contribuir com a eliminação de barreiras ao acesso ao ensino público superior.

Objetivo Geral
Proporcionar aos estudantes de escolas públicas da cidade de Varginha/MG uma maior qualificação profissional e estimular a consciência crítica destes, auxiliando-os na preparação para o mercado de trabalho por meio de uma integração com a Universidade Federal de Alfenas – Campus Varginha.

Objetivos Específicos
• Promover maior integração entre os discentes, docentes da Unifal – Campus Varginha e estudantes do ensino médio; • Promover o exercício de cidadania de todos os atores envolvidos no projeto; • Contribuir para a atividade de extensão da Unifal ressaltando sua função social; • Despertar o interesse dos alunos do ensino médio através da ocorrência entre o conteúdo proposto no treinamento e sua aplicação prática na vida profissional; • Consciência de formação profissional crítica dos estudantes do ensino médio para enfrentarem o mercado de trabalho; • Chamar a atenção para o fenômeno educativo enquanto mediador crítico do processo de formação profissional; • Disponibilizar informações provenientes da ciência da informática enquanto ferramenta fundamental no atual processo de formação profissional.

Justificativa
A partir dos dados apresentados pelo Programa Nacional de Inclusão de Jovens (2008) é possível afirmar que os jovens formam o conjunto de pessoas que efetivamente pressiona a economia para a criação de novos postos de trabalho. Por outro lado, exige-se cada vez mais qualificação profissional para a ocupação desses postos. Nesse contexto, desenvolver ações que despertem a consciência crítica para estes aspectos, aumenta a capacidade do ingressante no mercado de trabalho responder às demandas para sua empregabilidade. Torna-se necessário fazer da escola um instrumento vivo que associe a educação com a vida, Assim feito, pode-se construir a ideia de uma educação consciente, diminuindo, principalmente, a grande diferença que muitas vezes existe entre escola e educação. O Ensino Médio tem um papel importante nesta dimensão de escola e de educação. Isto porque se situa em um momento estratégico da evolução escolar do discente, aquele em que o mesmo acabou de sair de um momento de fundamentação, no qual as primeiras bases da formação escolar e cidadã são assentadas – o ensino fundamental – e por sua vez, adentra, de acordo com sua condição de classe, em uma formação que o direcionará ou para a formação profissional de nível superior, ou para o mercado profissional – o ensino médio. Esta dualidade de função – direcionar o discente para o ensino superior ou para o mercado profissional – é a condição histórica do mesmo. É exatamente por este fato que se volta a atenção para o ensino noturno enquanto aquele espaço, no qual estudantes do ensino regular que em princípio já estão inseridos no mercado de trabalho e que por isso, disputam desigualmente as oportunidades de trabalho que o mercado oferece, com aqueles que estariam à disposição somente para o estudo neste momento de suas vidas. Oferecer ferramentas de compreensão, análise crítica e melhor operacionalização no mercado de trabalho para este público surge como uma contribuição para sua inserção na sociedade. Além disso, percebem-se nos últimos anos, um aumento da violência nas escolas, alunos que se formam e permanecem ainda totalmente despreparados para a cidadania e para uma vida profissional digna, e ainda encontram-se professores totalmente desmotivados. Uma ação educativa que associe visão crítica da sociedade e preparo profissional específico (a administração) com ferramentas apropriadas (a informática e a informação), certamente pode atingir esse objetivo. Este projeto é uma fonte de ganhos para todas as partes envolvidas, desde que haja engajamento da escola participante. Do ponto de vista do desenvolvimento pessoal e profissional dos estudantes da Unifal, é uma oportunidade para uma maior interação e percepção da realidade de estudantes de baixa renda. Além disso, a experiência de ministração de palestras envolve o planejamento de conteúdos, o que proporciona uma atualização dos conhecimentos dos integrantes, e aprimoramento da comunicação oral e escrita. Destaca-se o aprendizado na prática da flexibilidade, como resultado do contato com diferentes realidades e percepções de mundo.

Beneficiário
Comunidade externa, cerca de 180 estudantes do ensino médio noturno de uma escola pública do município de Varginha, englobando o sexo masculino e feminino, com faixa etária média entre 16 e 25 anos.