EDUCAMBIENTAL NO MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL

Apresentação
Entre as atribuições de um museu, podemos citar que além de guardar patrimônios históricos e científicos, está também a disseminação de conhecimentos e culturas relacionadas, com base em seu acervo. Desta forma, o projeto EducAmbiental, utiliza da exposição do Museu de História Natural, da Universidade Federal de Alfenas, desenvolvendo monitorias, em busca da promoção de uma relação entre as coleções e a divulgação da ciência. Cada visita ao espaço do projeto no museu é única, pois as abordagens, explicações e dinâmicas, são formuladas de acordo com o público visitante agendado previamente, podendo este ser de crianças, adolescentes, jovens e adultos. Considera-se que o projeto cumpre também o papel de aproximar a universidade da comunidade, bem como divulgar e proporcionar o contato cultural da sociedade com o espaço do museu, promovendo uma relação entre os acervos e a divulgação e popularização das diversas áreas da ciência, incluídas em um Museu de História Natural.

Introdução
Entre as atribuições de um museu, podemos citar a disseminação de conhecimentos e temas abordados com base em seu acervo (FALCÃO, 2009). Cada vez mais, o museu tem ganhado ênfase enquanto espaço educativo, pois são muitas as possibilidades de incorporação de projetos, que estimulem a exploração do conhecimento relacionado às coleções (MOREIRA, 2006; KRASILCHIK; MARANDINO, 2007). As sequências didáticas abordadas nas exposições, indicam que pode haver uma estratégia para se abordar alguns conceitos. Cada objeto faz com que o público se aproprie de saberes, portanto, é necessário que linguagens específicas sejam incorporadas às visitas, de modo a conduzir o público e o aproxima-lo do universo em exposição (MARANDINO, 2009) Assim, podemos relacionar o museu à popularização da ciência para os cidadãos. Temos diversos tipos de museus, mas destacamos Museu de Ciências e Técnica e Museu de História Natural. Ambos compartilham de muitas semelhanças, porém algumas características são particulares para a diferenciação de cada um destes espaços (GIL, 1988). Segundo Gil (1988), desde o início do século XX, o intuito dos Museus de Ciências e Técnica, seria divulgar sua coleção de forma educativa, através da sua forma de exposição, de modo que a disposição dos elementos em destaque fosse compreensível por elas próprias. Os museus de História Naturais, também agem no mesmo intuito, porém a disposição dos objetos inseridos assume uma forma diferente, dentro do plano de exibição. Ainda entre as características de um Museu de História Natural, pode ser destacado, que há uma preocupação com a investigação da natureza fundamentada nas coleções que reúne. Com intuito educativo, os Museus de História Natural, organizam seus acervos de maneira didática, transformando aquilo que antes seria só uma coleção, em modelos estratégicos, que estimulem uma associação e assimilação de conhecimentos, voltados para os temas trabalhados neste espaço (VAN PRAET, 1995). Exemplo disso foi o desenvolvimento dos dioramas no fim do século XIX, que utilizam a montagem de cenários para fins artísticos e didáticos, dispondo de animais taxidermizados e outros objetos, que possibilitem colocar em cena, conceitos de biogeografia e ecologia (MARANDINO, 2010). Dentro das sequências didáticas, pode-se observar também as apresentações de grupos de animais sistematizados, conforme sua ordem evolutiva. A organização das coleções e exposições, podem estar também diretamente ligadas a teorias desenvolvidas por grandes nomes da Ciência, como, por exemplo, Charles Darwin, autor que publicou "A origem das espécies" em 1859, sendo um grande marco para a ciência da natureza desde aquela época até os dias atuais (VAN PRAET, 1995). Dessa forma, através do projeto EducAmbiental, explorando o acervo do Museu de História Natural da UNIFAL-MG, temos, entre outras, a proposta de promoção da conscientização ambiental, que buscará através das visitas, alcançar os diversos públicos existentes em Alfenas e região.

Objetivo Geral
O projeto EducAmbiental no MHN da UNIFAL-MG, tem a finalidade de aproximar a universidade da comunidade, bem como divulgar e proporcionar o contato cultural da sociedade com o espaço do museu, permitindo também a disseminação de conhecimentos, buscando ainda a promoção de uma relação entre os acervos do museu e a divulgação e popularização da ciência.

Objetivos Específicos
Utilizando o acervo do MHN, explorando sua sequência didática como eixo norteador dos conceitos a serem trabalhados, além de informações e conhecimentos relacionados ao meio ambiente, serão abordadas outras áreas das Ciências da Natureza, como a evolução, objetivando que o visitante participante da ação, adquira conhecimento de forma natural sobre a origem e cadeia evolutiva da vida no planeta, pela visão científica. Diversos são os objetivos específicos, como: Influenciar na percepção ambiental dos professores e alunos participantes, oriundos do ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior, sobre as problemáticas socioambientais; Instruir a comunidade sobre as peculiaridades dos grupos animais e tipos de biomas da natureza; Informar sobre a taxidermia, processo de conservação de materiais biológicos para fins didáticos; Promover uma interação respeitosa dos visitantes com os animais e o ambiente e ajuda-los a identificarem os biomas de nossa região; Desconstruir e romper com paradigmas em relação ao comportamento de alguns animais; Auxiliar os acadêmicos do projeto na formação de ideias críticas em relação as problemáticas ambientais e à necessidade da educação ambiental no ambiente escolar e fora dele; Estimular o trabalho em equipe entre os envolvidos no projeto; Capacitar indivíduos multiplicadores, para propagarem os conceitos ecológicos nas escolas e comunidades; Auxiliar acadêmicos na aplicação didática da informação cientifica adquirida durante a graduação, repassando para o público participante do projeto.

Justificativa
Museus são ambientes propícios para o aprendizado informal da ciência, bem como de questões atuais e/ou sociais, mediante a combinação articulada e atraente de dispositivos vários, como a exploração dos acervos, textos, imagens, demonstrações, mecanismos interativos e multimídia (DELICADO et. al, 2010). Para Falcão (2009), a visita ao museu é uma oportunidade para lidar com os objetos reais da ciência e das questões da sociedade, não utilizando um sistema de avaliação que possa levar o visitante a ter medo de falhar, sendo assim, um espaço livre e que fomenta a aprendizagem através do interesse prévio do visitante. Desta forma, temáticas como Educação Ambiental (EA) também podem e devem utilizar deste espaço informal, para disseminação de conhecimento e conscientização, aproveitando que as ações educativas para as questões ambientais vêm sendo muito discutidas, na busca por revisar a relação do homem com a natureza, essencial para o desenvolvimento da sociedade (DIAS, 2012). Partindo dessa premissa, um processo de educação ambiental contínuo, em espaços educativos formais e não formais, pode e deve ser desenvolvido, incluindo a comunidade na preservação do ambiente e desenvolvendo atitudes, onde o ser humano conviva em equilíbrio com a natureza (CARVALHO, 2005). Reforçando a relevância de trabalhos na área de educação ambiental, principalmente junto ao público escolar de crianças e adolescentes, este projeto propõe desenvolver atividades lúdicas relacionadas a esta temática, explorando o ambiente da exposição permanente do Museu de História Natural da Universidade Federal de Alfenas, onde será promovido um trabalho de socialização e conscientização entre pessoas, sendo crianças, adolescentes e adultos de escolas (estudantes e professores), além dos monitores que participarão das ações. Nesse sentido, o projeto tem ainda o intuito de colaborar com a formação da conscientização ambiental, motivando reflexões de temas pertinentes, com base em parte do acervo, como o respeito pelos animais e pelo ambiente. Desta forma, pretendemos, por exemplo, explorar a coleção biológica de animais taxidermizados do MHN, entre outros recursos, no intuito de propor reflexões sobre a possibilidade da mesma se tornar, em um futuro breve, um pequeno acervo de animais extintos, graças à falta de consciência humana, frente à nossa responsabilidade de preservação ambiental. Há ainda uma forte articulação do projeto com o ensino de Graduação, permitindo um constante contato da equipe participante das ações, com os níveis de ensino fundamental, médio e técnico, o que pode servir de balizador pedagógico geral para os acadêmicos, proporcionando uma atuação direta junto aos alunos e professores desses níveis de ensino e dessa forma, o conhecimento da realidade escolar, também contribuindo positivamente como experiência, integrando ainda mais os pilares da extensão e do ensino, principalmente na modalidade dos cursos de Licenciatura desta Instituição.

Beneficiário
Estima-se que sejam beneficiados diretamente com ações do projeto, o público escolar diverso, da cidade de Alfenas e região, dos níveis de educação infantil, ensino fundamental, médio, técnico e superior, que serão convidados a participarem da visitação agendada ao espaço de exposições do MHN.