PROMOVENDO SAÚDE: AÇÕES E INTERLOCUÇÕES - LIGA DE PEDIATRIA DA FAMED DA UNIFAL-MG

Apresentação
A Liga de pediatria da Faculdade de Medicina da UNIFAL-MG, atuará de forma articulada com vários segmentos públicos de Alfenas, através de parcerias interinstitucionais com a intenção de realizar um levantamento das necessidades locais de seus usuários ou frequentadores, no que diz respeito à promoção da saúde da criança e do adolescente. As unidades inicialmente envolvidas são a APAE Alfenas, a Escola estadual Judith Vianna e a atenção básica em saúde da Prefeitura Municipal de Alfenas. Após o levantamento inicial, serão planejadas estratégias de enfrentamento dos problemas relacionados, que serão coletivamente construídas e implantadas, promovendo uma interlocução ampla da universidade com a comunidade em redor.

Introdução
As ligas acadêmicas em medicina (LAM) foram criadas no início do século XX, como resposta à demandas específicas no combate a doenças infecciosas epidêmicas como a tuberculose e a hanseníase; hoje em dia, não estão restritas à medicina e se referem a um grupo de alunos, interessados em aprofundar seus conhecimentos e experiências em torno de um tema específico, de forma mais inserida na comunidade em redor; a partir desta organização inicial, procuram um profissional dentro da instituição de ensino e de expertise na área de interesse, para ser o orientador, criando um estatuto que a rege; isto feito, o próximo passo é o registro na universidade, como atividade extensionista, devido aos objetivos e atividades serem plenamente compatíveis, buscando reconhecimento, apoio institucional e certificação. Neste ínterim, foi criada a Liga de Pediatria da UNIFAL-MG (LAPED-UNIFAL-MG), com demandas específicas de se trabalhar no âmbito da pediatria, em parceria e plenamente inserida na comunidade, de forma a promover uma intervenção que cumpra a responsabilidade social da Universidade, que promova o aprendizado clínico contextualizado com a demanda da comunidade e que possibilite à comunidade uma integração que instrumentalize e potencialize seu desenvolvimento. Temos em nossa região inúmeros problemas de saúde pública já documentados, como a baixa adesão ao aleitamento materno exclusivo, o alto índice de doenças respiratórias, entre outros que pretende-se verificar junto à comunidade, bem como compreender suas demandas e carências, a fim de se construir conjuntamente estratégias de promoção à saúde da criança e do adolescente. Desta forma, A LAPED-UNIFAL-MG congrega estudantes que manifestem interesse em aprofundar os conhecimentos, ainda no período de graduação em Medicina, na especialidade da Pediatria, plenamente inseridos na comunidade local. Elas são regidas pelo regulamento estabelecido pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), em consonância com as diretrizes extensionistas e cujas atividades têm organização e orientação de dois docentes especialistas na área, além de outros professores e profissionais colaboradores, agregados durante a execução das atividades.

Objetivo Geral
Proporcionar novas abordagens com aprofundamento de discussões temáticas no âmbito da pediatria, em equipe multidisciplinar, de forma articulada à demanda da comunidade externa e dos gestores locais, para a construção coletiva de uma rede de atenção e cuidado, unindo academia, sociedade externa e gestão municipal.

Objetivos Específicos
Identificar junto aos gestores municipais, aos usuários das unidades públicas de saúde envolvidas, à APAE, ao diretor e estudantes (e familiares) da Escola Estadual Judith Vianna (EEJV), bem como aos profissionais que trabalham nessas unidades: a) problemas de saúde prevalentes em nossa localidade (epidemiologia local); b) necessidades educacionais em saúde para estudantes, profissionais, usuários e familiares. A partir deste diagnóstico inicial, desenvolver/propor: c) estratégias de intervenção para a abordagem dos problemas e fraquezas identificados: palestras, treinamentos em workshops e atividades lúdicas; d) disponibilizar o conhecimento produzido a partir deste diagnóstico local/inicial, que possa respaldar o pensamento estratégico para a gestão e o desenvolvimento de políticas públicas; e) ações assistenciais que melhorem a qualidade do cuidado prestado e da condição de saúde dos usuários. Com essas ações também se pretende: f) contribuir para a formação crítica, reflexiva e humanista de nossos discentes; g) facilitar uma maior integração entre discentes, docentes e demais profissionais envolvidos na atenção integral à saúde.

Justificativa
A união da necessidade e da vontade demonstrada pelos discentes em desenvolver atividades que eles julgam como importantes para o aprendizado deles, associada à necessidade observada junto às diferentes camadas da população local, atendidas em cada instituição parceira deste projeto; além da nossa vontade como docentes, de realizar algo que seja impactante tanto para contribuir com a formação discente, quanto para cumprir com nossa responsabilidade social para com a sociedade em torno da universidade; além de cumprir o nosso dever de promover a interação da comunidade universitária/acadêmica com a externa à UNIFAL-MG, possibilitando a formação de profissionais sensíveis às necessidades populacionais.

Beneficiário
Discentes dos cursos da área da saúde interessados (tanto internos quanto externos à UNIFAL-MG) e comunidade externa profissional, bem como pacientes atendidos pela APAE, gestores municipais, estudantes do ensino fundamental e médio.