ATLETA SEM DOR

Apresentação
O aumento do número de praticantes de atividades esportivas resultou na elevação do número de lesões decorrentes dessa prática. Deste modo, o projeto Atleta Sem Dor tem buscado atuar na comunidade interna e externa visando à prevenção e/ou cuidado às lesões esportivas, bem como minimizar os seus impactos sobre a Saúde do Atleta. Os atendimentos primários aos atletas serão realizados de acordo com as datas dos jogos, com objetivo preventivo e terapêutico às lesões. Como medidas preventivas, serão utilizados os recursos da criomassagem, massoterapia desportiva e bandagens funcionais. Na ocorrência de lesão, será realizada a atuação fisioterapêutica primária e avaliação da região afetada. Se necessário, o atleta continuará seguimento em nível ambulatorial na Clínica de Fisioterapia, retornando às atividades esportivas segundo conduta recomendada pela equipe. Com este projeto, espera-se minimizar riscos às possíveis lesões esportivas, bem como intervir sobre as mesmas.

Introdução
O aumento da prática esportiva perante a população em geral é um fenômeno mundialmente observado. O esporte e o lazer associam-se ao bem estar social e qualidade de vida, conceitos amplamente difundidos no mundo contemporâneo (RAMOS et al. 2008). Infortunamente, esse aumento do número de esportistas vem acompanhado de uma elevação considerável na incidência de lesões decorrentes dessa prática (KARAGEANES et al., 2000; GANTUS & ASSUMPÇÃO, 2002). Tal fato tem despertado cada vez maior interesse na identificação e na compreensão dos fatores de risco para as lesões musculoesqueléticas de natureza esportiva, especialmente na área de Saúde do Atleta. A maioria dos atletas tem conhecimento de que o auge de seu desempenho ocorre quando o seu corpo atinge uma situação de equilíbrio entre os seus mais diversos componentes: força muscular, flexibilidade, resistência muscular, condicionamento físico e técnica. Se alguma lesão ocorre, esta harmonia sofre um processo de desorganização, trazendo ao mesmo tempo algumas compensações que podem, futuramente, ser o fator causal de outras lesões, ainda mais incapacitantes. Nos Estados Unidos, observa-se uma importante atuação de profissionais de nível superior, denominados de treinadores atléticos (“athletic trainers”), qualificados para prover cuidados na área de Saúde do Atleta para estudantes de ensino médio e superior que participam de atividades esportivas. No Brasil, a profissão de treinador atlético não existe em caráter oficial. Entretanto, o fisioterapeuta e o educador físico são profissionais que comumente assumem parte dessa função em sua prática diária. Dentro desse contexto, o fisioterapeuta esportivo dedicasse tanto ao tratamento do atleta que sofreu uma lesão, quanto à adoção de medidas de caráter preventivo, com a finalidade de reduzir a ocorrência dessas lesões. A melhor forma de diminuir a incidência de agravos à saúde é por meio de prevenção com base em estudos de revisão sistemática e, principalmente, epidemiológicos. Diante desta realidade, o projeto de extensão ATLETA SEM DOR, desenvolvido de forma independente pelo curso de Fisioterapia da Universidade Federal de Alfenas (UNIFALMG) desde 2012 e agora como parte integrante de um programa de extensão, tem como proposta auxiliar atletas e praticantes de atividades esportivas no controle de fatores de risco às lesões do esporte (quando possível) e no adequado cuidado a essas lesões. Por meio de medidas preventivas teóricas e práticas, este projeto pretende atuar tanto na comunidade interna quanto externa à UNIFAL-MG, de acordo com as demandas verificadas, melhorando o modo de viver da população envolvida e desempenhando, desta forma, relevante papel social.

Objetivo Geral
O presente projeto busca a promoção da saúde e a prevenção de lesões, bem como o atendimento e tratamento de possíveis lesões desportivas durante os Torneios de Futsal Masculino Inter Turmas, o Torneio de Futsal Feminino Inter Turmas da Unifal, os Jogos Internos Universitários (JIU-UNIFAL) e competições específicas de cada modalidade esportiva realizadas na cidade de Alfenas e região.

Objetivos Específicos
Verificar lesões preexistentes nos atletas da cidade; Propor um programa de prevenção a novas lesões e/ou recidivas das lesões anteriores, atendendo a cada demanda apresentada; Realizar o tratamento das possíveis lesões em fase imediata e secundária à ocorrência das mesmas; Orientar o atleta quanto ao retorno das atividades esportivas; Orientar o atleta quanto aos mecanismos preventivos de novas lesões; Desenvolver nos alunos do Curso de Fisioterapia da UNIFAL-MG o conhecimento e o incentivo para a prática de promoção de saúde e para o desenvolvimento de projetos extensionistas; Possibilitar a aplicação dos conhecimentos adquiridos na trajetória da graduação em favor do bem estar social, contribuindo para a sua formação como cidadãos; Promover a prática inter e multidisciplinar; Corroborar com as diretrizes definidas nas políticas e programas nacionais de saúde e desporto; Promover o educação continuada e a ampliação dos conhecimentos sobre o tratamento e a prevenção das lesões desportivas.

Justificativa
O esporte e o lazer associam-se ao bem estar social e qualidade de vida, levando a uma metamorfose no conceito esporte, no que se refere ao esporte participativo e às atividades físicas e educativas. No entanto, a incessante busca por desempenhos e resultados cada vez melhores trouxe o aumento no número de lesões traumáticas e causadas por uso excessivo em inúmeras modalidades esportivas, principalmente no futebol. Aliado a isso, algumas áreas da saúde relacionadas ao esporte passaram a ter maior evidência, dentre elas a Fisioterapia Esportiva. Com o aumento da competitividade, do profissionalismo no esporte e do crescente apoio da iniciativa privada, o profissional especialista em Fisioterapia Esportiva vem ganhando espaço na equipe multidisciplinar, atuando de forma integrada em prol de um maior rendimento do atleta. No atual contexto de atenção à saúde, a formação dos profissionais da área, seguindo as diretrizes curriculares do Ministério da Educação e Cultura (MEC), sinaliza uma formação preocupada não apenas as práticas curativas e reabilitadoras, mas maior incentivo às práticas de promoção de saúde. Por outro lado, as exigências de produtividade e desempenho impostas à população em geral trazem desafios crescentes e consequências à saúde, especialmente para os atletas. Desta forma, os profissionais da saúde, têm importante papel nas práticas preventivas em suas diversas atuações, uma vez que oferece subsídios para diminuição do impacto negativo da disfunção sobre o organismo humano em toda sua extensão. Dentro desta linha de pensamento, o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Fisioterapia da UNIFAL-MG “busca a inserção do aluno na realidade social e nos espaços de atuação profissional, fortalecendo parcerias entre a instituição de ensino e as instituições dos serviços da Rede Básica e Hospitalar, nos campos de ensino prático e dos Estágios Obrigatórios, bem como a formação integral e adequada do estudante através de uma articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão/assistência”. Neste sentido, o Projeto ATLETA SEM DOR consiste em uma ação extensionista aplicada à área do desporto, porém, com aplicações relevantes para o campo da saúde, em especial à prevenção de agravos à saúde do atleta. Atualmente a UNIFAL-MG conta com o estímulo na prática desportiva pelos acadêmicos dos diferentes cursos de graduação, por meio dos Torneios de Futsal e dos Jogos Internos Universitários. Dentre os esportes mais praticados pelos mesmos estão o voleibol, basquete, handebol e futsal. Dessa forma, a proposta do Projeto Atleta Sem Dor será estimular a prática esportiva junto à comunidade interna e externa à universidade, utilizando os espaços físicos existentes no local. Em conjunto, atuará durante essas atividades com a preocupação de minimizar riscos às possíveis lesões esportivas, bem como intervir sobre as lesões que venham a ocorrer em decorrência da prática esportiva.

Beneficiário
Toda a comunidade de atletas da UNIFAL e da cidade de Alfenas e região, associados à Federações Desportivas ou não.