PROGRAMA UNIFAL SEM ESTRESSE

Apresentação
O Programa UNIFAL SEM ESTRESSE surgiu a partir das demandas dos estudantes da Universidade Federal de Alfenas-MG relacionadas às dificuldades nos estudos e em relações interpessoais, falta de tempo para realização de atividades físicas e para a manutenção de um estilo de vida mais saudável, além de apresentarem sintomas ansiosos e depressivos que interferem na vida acadêmica. Desse modo, esse programa é composto pelo projeto Prosa em Roda, que oferece terapia comunitária integrativa, Em busca do equilíbrio, que oferece atividades físicas, recreativas e culturais, o curso Intervalo, que oferece oficinas de apoio pedagógico, o projeto Nutricompartilha que oferece reeducação alimentar, além de curso sobre técnicas de Mindfulness. As atividades serão oferecidas para a comunidade acadêmica e algumas serão estendidas para a comunidade externa, a contribuir para a melhora da qualidade de vida e desenvolvimento acadêmico.

Introdução
Pesquisas com estudantes universitários apontam vários fatores relacionados à saúde mental que contribuem para o mau desempenho acadêmico, entre os quais o alto consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas, aumento do consumo de medicamentos de prescrição controlada (benzodiazepínicos e anfetaminas) nos anos finais de cursos de graduação, ansiedade atribuída ao desempenho acadêmico, à estressores sociais, à problemas financeiros e à adaptação no ambiente universitário, além do estresse e insatisfação com alguma característica do curso (WAGNER; ANDRADE, 2008; SILVA et al., 2013; VILELA; PACHECO; CARLOS, 2013; CHAVES et al., 2015). Neste contexto merece atenção o suicídio, problema grave registrado na Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), entre os anos 2013 a 2015. Fatores como o momento de transição de vida (deixar a casa dos pais para frequentar a Universidade), estresse, uso abusivo de álcool e drogas, além de outros fatores como altas exigências acadêmicas, perda interpessoal (conflito com parente ou namorado), violência física e sexual na infância, isolamento social, depressão, esquizofrenia, sentimentos de desesperança, disponibilidade de meios e históricos de tentativas de suicídio, são considerados fatores que favorecerem o autoextermínio (WERNECK et al., 2006; DUTRA, 2012). No entanto, as políticas de permanência dos estudantes, em sua maioria, estão relacionadas às ações de distribuição de auxílios financeiros para custeio de alimentação, moradia e transporte, entre outros gastos. Sem dúvida essas políticas são essenciais, especialmente para propiciar que estudantes com renda familiar baixa tenham condições de concluir o Ensino Superior, mas não contemplam todos os aspectos acadêmicos, emocionais e institucionais que têm forte impacto na retenção e evasão. Embora o Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) preveja e proponha ações e serviços de promoção, prevenção, apoio e acompanhamento aos estudantes, muitas Instituições Federais de Ensino Superior, bem como a própria UNIFAL-MG, têm tido dificuldades em implementar essas ações por falta de recursos humanos. Por isso e diante do exposto, salientamos a importância e necessidade da continuidade do Programa UNIFAL Sem Estresse, o qual será composto por ações que visam a promoção da saúde, a melhora da qualidade de vida e o desenvolvimento integral dos estudantes enquanto indivíduos e cidadãos. As ações serão desenvolvidas por TAEs, docentes e estudantes da UNIFAL- MG e profissionais colaboradores externos convidados e integradores/monitores do Programa Cidade Escola, da Secretaria Municipal da Educação e Cultura de Alfenas, parceiro do UNIFAL Sem Estresse. Ações de permanência podem e devem ser oferecidas de diferentes formas e por diversos setores da Universidade. Novas estratégias são necessárias para garantir ao estudante não só a conclusão do ensino superior, mas contribuir para o desenvolvimento de suas potencialidades e capacidades transformadoras no meio social.

Objetivo Geral
Oferecer aos discentes da UNIFAL-MG, dos 3 campi, e comunidade externa, ações de promoção à saúde, apoio emocional e educacional.

Objetivos Específicos
- Propiciar bem-estar físico e emocional, desenvolvimento acadêmico, social e cultural às comunidades acadêmica e externa; - Proporcionar integração do estudante ao contexto universitário, sua permanência e conclusão do curso; - Fomentar a cultura de diálogo e escuta entre a instituição e o corpo discente; - Contribuir para a relação dialógica e compromisso social da Universidade.

Justificativa
O Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) prevê e propõe ações e serviços de promoção, prevenção, apoio e acompanhamento aos estudantes. Contudo, muitas Instituições Federais de Ensino Superior, bem como a UNIFAL-MG, têm tido dificuldades em implementar essas ações por falta de recursos humanos. O Programa UNIFAL sem Estresse é exemplo de ação de extensão que vai ao encontro das recomendações previstas no Plano Nacional de Assistência Estudantil no tocante às ações para promoção, prevenção e apoio aos estudantes. Pois, as políticas de permanência dos estudantes, em sua maioria, estão relacionadas a auxílios financeiros para custeio de alimentação, moradia e transporte, entre outros, mas não contemplam aspectos acadêmicos, emocionais e institucionais que têm forte impacto não só na saúde dos estudantes, mas na retenção e evasão. Além disso, o Programa traz subsídios para o aprimoramento e ampliação de ações de permanência ofertadas pela Universidade. Ações de permanência podem e devem ser oferecidas de diferentes formas e por diversos setores da Universidade. Novas estratégias são necessárias para garantir ao estudante não só a conclusão do ensino superior, mas contribuir para o desenvolvimento de suas potencialidades e capacidades transformadoras no meio social. Além disso, o programa propicia o diálogo entre a comunidade acadêmica (docentes, TAEs e discentes) e comunidade externa.

Beneficiário
Estudantes de graduação, pós-graduação e servidores dos 3 campi da UNIFAL-MG, bem como membros da comunidade externa.