AJUSTE-SE: BEM ESTAR NO TRABALHO

Apresentação
Este Projeto surgiu como uma necessidade de empregadores de Alfenas e dos funcionários da UNIFAL/MG que procuram o Curso de Fisioterapia para fornecer orientações laborais e ergonômicas para seus funcionários. O objetivo é desenvolver ações de promoção da saúde por meio de orientações e exercícios em grupo, para trabalhadores, quanto aos cuidados com a postura corporal e respiração. Serão realizadas duas atuações distintas, uma com servidores da UNIFAL/MG e outra com trabalhadores da comunidade externa em eventos. O cuidado com o trabalhador ocorrerá com palestras de orientações posturais, ginástica laboral, pilates adaptado ao ambiente de trabalho e exercícios respiratórios; durante 15 minutos, três vezes/semana, a ser realizado com servidores e trabalhadores terceirizados da UNIFAL. Também será desenvolvido a implantação de material educativo digital com orientações posturais e de ginástica laboral a ser utilizado após treinamento de tutores nos demais campi da UNIFAL/MG.

Introdução
O projeto de extensão Ajuste-se foi desenvolvido a partir de estudos envolvendo a postura e o movimento do “Programa de Estudo da Postura e do Movimento”, tem uma relevância significativa para a contribuição na formação cidadã do acadêmico do curso de fisioterapia, pois permite ao aluno uma convivência interdisciplinar e também com a sociedade, articulando os conhecimentos da graduação e extensão. Este projeto já existe desde agosto de 2010, com aprovação pela Pró-Reitoria de Extensão da UNIFAL-MG, devendo ter sua continuidade pela contribuição social e acadêmica. O impacto na sociedade pode ser explicado porque o projeto contribui para melhor saúde do trabalhador, pois as dores osteomusculares são causas frequente de afastamento do trabalho, sendo importante as ações de extensão que envolvam orientações ergonômicas e ginástica laboral. Para o aluno, o projeto permite atividades que envolvam a população fora do ambiente universitário e propicia uma vivência profissional desde o inicio do curso o que, está previsto Projeto Politico Pedagógico da fisioterapia. Dessa forma, o aluno contribui com a sociedade com alguns conhecimentos adquiridos na Universidade e vivencia as dificuldades das ações de prevenção, estabelecendo a inter-relação entre ensino, pesquisa e extensão. A atuação do projeto “Ajuste-se” junto à equipe do CIAS iniciou no segundo semestre de 2013, com o acompanhamento de um dia por semana de caminhada com os funcionários, também avaliação do risco cardiovascular e participação dos docentes no projeto “Cessação do Tabagismo”. A parceria com esta equipe interdisciplinar e com o “Programa de Qualidade de Vida do Servidor”. Esta ação de extensão além da abrangência social contribuiu para o desenvolvimento de pesquisas científicas como trabalhos de iniciação científica e conclusão de curso. Desde o ano de 2014 com continuidade para 2015, existe uma parceria com o “Programa de qualidade de vida do servidor da UNIFAL/MG”, vinculado ao CIAS, bem como o desenvolvimento de pesquisas, no ano de 2015 e 2016 foi desenvolvido o projeto intitulado “Mapeamento, risco ocupacional, qualidade de vida e promoção de saúde nos trabalhadores da UNIFAL-MG”. Além disso, no ano de 2016 e 2017 foi desenvolvido material educativo digital com orientações posturais e de ginástica laboral, esse material terá continuidade em 2018 com treinamento de tutores nos demais campi da UNIFAL/MG e aplicabilidade na prática. O presente projeto participou de eventos da Pró-reitoria de Extensão da UNIFAL, XIX Mostra de Extensão e o 40º Encontro Regional Sudeste de Pró-Reitores de Extensão de Instituições Públicas Brasileiras de Educação Superior (outubro de 2012). Os resultados do projeto “Ajuste-se” e as pesquisas vinculadas foram apresentadas em eventos científicos, desde 2011 até 2018. No I Congresso de QVT do Servidor Público Brasileiro (2011 em Brasília), recebeu menção honrosa de 2º lugar; no 1º Congresso Sul Mineiro (2013), premiação de 4º e 5º melhor trabalho.

Objetivo Geral
Desenvolver ações de promoção da saúde por meio de orientações e exercícios em grupo, para trabalhadores internos e externos à UNIFAL/MG, quanto aos cuidados com a postura corporal e respiração.

Objetivos Específicos
-Identificar o risco ocupacional, as necessidades de adaptações ergonômicas e aplicar ações de prevenção aos trabalhadores da comunidade interna e externa à UNIFAL/MG; - Aplicar ginástica laboral e pilates adaptado para o ambiente de trabalho, em trabalhadores da comunidade interna e externa à UNIFAL/MG; - Ministrar palestras educativas e promover rodas de conversas para os trabalhadores da comunidade interna e externa à UNIFAL/MG, sobre cuidados posturais, exercícios respiratórios e tabagismo; - Implantar e dar continuidade ao desenvolvimento de material educativo digital com orientações posturais e de ginástica laboral a ser utilizado após treinamento de tutores nos demais campi da UNIFAL/MG. - Em parceria com os alunos dos Projetos: “Mãos que aliviam” e “Eu sou voluntário”, participar e desenvolver atividades de orientação e prática em saúde. - Promover a melhoria da qualidade de vida de trabalhadores das comunidades interna e externa à UNIFAL-MG.

Justificativa
O bom alinhamento da coluna vertebral e sua boa relação com cabeça e membros inferiores implicam em adequado ajuste do sistema tônico postural, sendo de grande preocupação para o fisioterapeuta. A má postura e a relação defeituosa entre as várias partes do corpo produz maior tensão sobre as estruturas de suporte e equilíbrio menos eficiente, o que gera distúrbios osteomusculares que repercutem na qualidade de vida da população. As alterações posturais e os quadros osteomusculares dolorosos normalmente têm relação com a atividade laborativa e com o tipo de respiração. Com o avanço tecnológico, o aumento da competição, a pressão de consumo, a ameaça da perda do emprego e outras dificuldades do dia-a-dia, os trabalhadores têm sido submetidos a constantes estímulos estressantes e sua preocupação com a postura fica em segundo plano, às vezes até por desconhecimento. Com isso surgem as frequentes dores osteomusculares que culminam com o comprometimento da produção do trabalhador e muitas vezes levam ao afastamento do trabalho, com prejuízo para o indivíduo e a sociedade e diminuindo a qualidade de vida do trabalhador. O programa de ginástica laboral é um importante instrumento preventivo e terapêutico em saúde, podendo ser definido como atividade física praticada no local de trabalho de forma voluntária e coletiva pelos funcionários na hora do expediente, ou seja, é um programa de prevenção e compensação, cujo objetivo é a promoção da saúde dos trabalhadores com a redução na frequência e severidade da dor no local de trabalho. O indivíduo permanece a maior parte do dia em seu ambiente de trabalho em posturas muitas vezes incorretas com grande sobrecarga para o sistema musculoesquelético tendo como consequência os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Esses distúrbios representam hoje a maior parte dos afastamentos do trabalho e altos custos com pagamentos de indenizações, tanto no Brasil como na maior parte dos países industrializados. Outra tendência da população em geral é a diminuição de atividades físicas quer seja na forma de esportes ou na execução de atividades do dia-a-dia o que contribui para agravar o comprometimento do sistema musculoesquelético e também compromete outros sistemas como o cardiorrespiratório. Os problemas osteomusculares quando presentes em trabalhadores resultarão em alterações na qualidade de vida. Assim as ações preventivas são importantes e contribuem para evitar o comprometimento postural, devendo ser compreendidas e desenvolvidas pelos profissionais de saúde. Baseada nos princípios de prevenção, a educação postural possibilita a proteção ativa de segmentos móveis dentro das condições de vida diária e profissional. Entende-se que as necessidades são específicas para a população de trabalhadores e devem ser reconhecidas para as práticas de saúde, nesse contexto o presente projeto promoverá ações de orientações simples sobre hábitos de postura e movimento, alongamentos, programas de ginástica laboral e modificações ergonômicas. Estas ações são importantes e podem prevenir ou minimizar os DORT e evitar afastamentos do ambiente de trabalho. A continuidade do projeto tem como justificativa além da abrangência social e preventiva para o trabalhador, contribuiu para o desenvolvimento de pesquisas, pois a partir desta ação de extensão, entre os anos de 2014 a 2018, os alunos integrantes do projeto participaram de eventos organizados pela Pró-reitoria de Extensão e de Pesquisa da UNIFAL-MG como o “I a IV Simpósio Integrado da UNIFAL/MG: Iniciação Científica e Extensão construindo conhecimentos”; “I, II, III e IV Semana de Cessação do Tabagismo”; “I, II, III e IV Agita Unifal - Qualidade de vida no Trabalho”; “I, II, III e IV Encontro de Qualidade de Vida e Promoção de Saúde- Poços de Caldas”; “I, II, III e IV Encontro de Qualidade de Vida e Promoção de Saúde- Varginha”; “Semana de Ciências e Tecnologia da Unifal”. Apresentações de trabalhos nos eventos: Congresso Sul Mineiro de Fisioterapia da UNIFAL, Encontro de Extensão do Curso de Fisioterapia da UNIFAL, I Simpósio Mineiro de Pós Graduação, I Simpósio Integrado da UNIFAL/MG: Iniciação Científica e Extensão construindo conhecimentos, 7º CBEU (2016). Além de palestras para funcionários da UNIFAL-MG, funcionários da Copasa (2015 e 2017), funcionários da Caixa Econômica Federal (2015), funcionários do Imesa (2016) e funcionários da Ipanema Coffee (2017). Espera-se como resultado dessa ação impacto social por meio de uma contribuição positiva para a saúde do trabalhador, como melhora postural, menor incidência de quadros dolorosos e melhora na qualidade de vida. Espera-se também como resultado, fortalecer a interação dialógica, embasada na necessidade específica dos trabalhadores internos e externos à UNIFAL/MG. Além de impacto na formação do aluno, proporcionando desenvolvimento de conhecimento teórico e prático e aprendizado com a sociedade.

Beneficiário
Serão beneficiados pelas ações do Programa servidores e estudantes da Unifal, bem como trabalhadores da comunidade de Alfenas por meio da participação do programa em Feiras de Saúde e Semanas de Prevenção em Acidente do Trabalho.