CRIAÇÃO PIC

Apresentação
CriAÇÃO é um projeto de extensão que faz parte do programa Práticas Integrativas e Complementares em Saúde da UNIFAL (PICS UNIFAL). A proposta partiu de uma procura, por parte de professores da rede pública de ensino da cidade de Alfenas-MG, e exposição dos aspectos relacionados às questões físicas, emocionais, sociais, familiares e consequentemente de aprendizado de crianças em idade escolar, bem como da necessidade de se criar um projeto voltado para o atendimento global das mesmas. O projeto conta com equipe multidisciplinar (curso de fisioterapia, nutrição, enfermagem, farmácia, odontologia medicina e educação física), com participação de professores e alunos da Universidade Federal de Alfenas- MG. O CriAÇÃO tem como finalidade, através do desenvolvimento de ações de pesquisa, ensino e extensão realizar atendimento interdisciplinar e biopsicossocial às crianças em idade escolar da cidade de Alfenas- MG, com distúrbios cognitivos e comportamentais.

Introdução
Define-se cognição como conjunto de aptidões que dão capacidade para desempenhar uma cadeia de atividades de domínio pessoal, social e ocupacional, bem como, concentração para leitura, capacidade de aprendizado, solução de problemas e manutenção de uma conversa (MONTEIRO; LOUZÃ, 2007). Segundo Silva e Kleinhas (2006), acredita-se que o desenvolvimento de capacidades cognitivas acontece com a interação da criança com o espaço à sua volta. Recomendam a inserção do ambiente como intermediário da aprendizagem, tendo em vista um desenvolvimento significativo (SILVA E KLEINHANS, 2006). Os distúrbios cognitivos ocorrem quando o indivíduo apresenta dificuldade no processamento de algumas funções relacionadas à cadeia de atividades de domínio pessoal, social e ocupacional. Não consta no Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (DSM-IV-TR, 2003) características específicas relacionadas ao comportamento e personalidade que sejam exclusivos para o déficit cognitivo. Cada indivíduo pode apresentar característica diferente, podendo alguns serem passivos e dependentes, outros, agressivos e impulsivos. Emmel (2002) expõe características relacionadas às capacidades sociais e linhas de comportamento apresentadas por indivíduos com déficit cognitivo. Dentre elas Sensibilidade Social, na qual o indivíduo apresenta dificuldade para reconhecer expressões faciais; Insight social, indivíduo apresenta dificuldade para antecipar o comportamento de outras pessoas e julgamento moral; Comunicação social, apresentando dificuldade para comunicar pensamentos e sentimentos. Segundo DSM-IV-TR (2003), as causas primárias podem ser biológicas e/ou psicossociais, tendo maior incidência no sexo masculino, com proporção aproximada de 1,5:1. Segundo Farias (2010), o comportamento humano é resultado da interação entre programação genética que controla a formação e organização do sistema nervoso e as circunstâncias ambientais que o indivíduo vivencia durante seu processo de evolução. Sendo assim, todos os acontecimentos em volta de um indivíduo podem influenciar no seu comportamento, podendo torná-lo calmo, agitado, rebelde, tímido e/ou violento. A interdisciplinaridade tem sido vista recentemente como um modelo importante para a área da saúde, sendo significativo para um atendimento de maior qualidade. Segundo Tavares, Matos e Gonçalves (2005), esse modelo torna-se inquestionável e comum a um grupo de disciplinas. Nesse modelo, há harmonia, enriquecimento recíproco e tendência a horizontalização das relações de poder entre as áreas, garantindo melhores resultados (TAVARES; MATOS; GONÇALVES, 2005). O oferecimento de ambiente com ação interdisciplinar, bem como a associação entre os diversos aspectos do desenvolvimento infantil (físico, cognitivo, emocional) favorece o desenvolvimento global e a melhora da qualidade de vida (TAVARES; MATOS; GONÇALVES, 2005).

Objetivo Geral
Promover atendimento interdisciplinar às crianças com distúrbios cognitivos e comportamentais em idade escolar da cidade da Alfenas-MG.

Objetivos Específicos
Realizar levantamento e analisar os principais aspectos relacionados aos distúrbios cognitivos e comportamentais de crianças em idade escolar; estabelecer relação entre os distúrbios cognitivos e comportamentais e o índice de evasão escolar; proporcionar melhoria da qualidade de vida aos participantes do projeto; promover atividades de pesquisa, ensino e extensão; prestar atendimento interdisciplinar e psicossocial às crianças em idade escolar com distúrbios cognitivos comportamentais.

Justificativa
Os distúrbios cognitivos e comportamentais possuem incidência significante, variando de acordo com o tipo de transtorno. Contudo, segundo o DSM-V muitas vezes acontece desses transtornos serem subdiagnosticados pela falha em determinar sintomas ou por estereótipos sociais em relação a papéis e comportamentos típicos relacionados ao sexo do indivíduo. Problemas familiares podem interferir em aspectos psicossociais da criança, sendo associados a danos no funcionamento comportamental e cognitivo. Assim, futuramente, essa criança pode apresentar déficits em todos os campos da sua vida, durante seu desenvolvimento. Por causa desses déficits e situações de sua própria vida, as crianças possuem baixo rendimento e, acaba apresentando evasão escolar, por conta de antecedentes, como fatores familiares e dificuldade de comunicação, além dos aspectos relacionados a problemas externalizantes associados ao baixo desempenho escolar. Sendo assim, entende-se que alguns fatores associados a condições, como comportamento antissocial, mau comportamento e hiperatividade, contribuem para o desenvolvimento de problemas na idade escolar (D’ABREU; MARTURANO, 2010). Existe na cidade de Alfenas – MG alguns projetos sociais, contudo há uma dificuldade na aderência da população e pouca divulgação. Assim, surgiu a necessidade da criação desse projeto para atender crianças e adolescentes em idade escolar de 6 até 15 anos de idade, com o intuito de incentivar o processo de aprendizado e vivência de novas experiências, além de conhecer o ambiente universitário. Acredita-se ser importante trabalhar essas questões na infância principalmente por causa da plasticidade neural que se refere à capacidade do Sistema Nervoso Central (SNC) de modificar propriedades morfológicas e funcionais, como forma de retorno aos impulsos e estimulações ambientais (OLIVEIRA; SALINA; ANNUNCIATO, 2001). Tendo em vista também a importância social, é indispensável a abordagem interdisciplinar na fase infantil de um indivíduo, pois além da plasticidade, a adaptação de crianças e desenvolvimento intelectual é maior, sendo relevante um ambiente adequado para o desenvolvimento de um adulto saudável.

Beneficiário
As ações que serão promovidas pelo projeto beneficiarão diretamente crianças em idade escolar do município de Alfenas-MG, bem como os discentes de diferentes cursos da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).