DIALOGANDO SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR EM SAÚDE COLETIVA: INTEGRAÇÃO ENSINO E SERVIÇO

Apresentação
O estágio supervisionado de Enfermagem em Saúde Coletiva constitui o ápice do conjunto de experiências que devem ser vivenciadas na perspectiva do desenvolvimento de competências para o futuro enfermeiro. Portanto, faz-se necessário enfatizar o processo de planejamento dialógico que permita construir novos sentidos e inovações da prática do Estágio Supervisionado, bem como a participação ativa dos enfermeiros. O evento terá como público alvo os enfermeiros da rede de atenção primária, que exercem atividade laboral nas unidades do município de Alfenas em que os discentes realizam estágio curricular, bem como a participação dos docentes que supervisionam o estágio na saúde coletiva. O evento terá a realização de uma dinâmica de interação, realização da matriz SWOT pelos enfermeiros, momento de sensibilização quanto a relevância do estágio curricular e espaço de escuta e partilha.

Introdução
Preenchimento não necessário

Objetivo Geral
Instrumentalizar o enfermeiro para ser capaz de participar ativamente do processo ensino aprendizagem do estágio curricular alinhada às demandas de formação do enfermeiro em consonância com as necessidades e princípios do Sistema Único de Saúde.

Objetivos Específicos
Preenchimento não necessário

Justificativa
O processo de ensino-aprendizagem deve pressupor a adoção de abordagens centradas no estudante, baseadas em problemas e orientadas à comunidade, viabilizadas por meio de metodologias ativas e da integração ensino-serviço-comunidade. Logo, devem concorrer para a formação de um profissional capaz de atuar de forma crítica e reflexiva nas necessidades sociais de saúde e de respondê-las segundo preceitos éticos, políticos e profissionais, adotando postura inovadora, consciente e responsável . O processo ensino aprendizagem do estágio curricular deve sustentar-se em princípios pedagógicos capazes de mediar a formação de profissionais qualificados e comprometidos com a sua atuação. Assim, deve ser coerente com as diretrizes curriculares, bem como acontecer de forma permanente, transparente, ética, democrática, participativa, critério-referenciada; levando em consideração o impacto educacional, a aceitabilidade, custo, confiabilidade, validade e envolver métodos somativos e formativos. Para alcançar os objetivos é fundamental que os enfermeiros sejam participantes ativos desse processo em todas as suas fases, portanto, o evento tem como relevância social a interação dialógica entre os docentes e enfermeiros na construção do estágio curricular, e ao mesmo tempo contribui para a formação de todos os atores sociais envolvidos.

Beneficiário
Enfermeiros da Atenção Primária de Alfenas e docentes do curso de enfermagem da Unifal