PENSANDO EM CÓDIGOS: DESENVOLVENDO OS PRINCÍPIOS LÓGICOS DA COMPUTAÇÃO

Apresentação
Pensando em Códigos incorpora os elementos da inclusão e letramento digital com o desenvolvimento de raciocínio lógico a partir da aprendizagem, de modo lúdico, de linguagens de programação e dos princípios fundamentais das Ciências da Computação, aplicando esses no desenvolvimento de animações e pequenos jogos, seguindo uma tendência mundial do ensino de linguagem de programação para crianças, jovens e adultos, principalmente por meio de linguagens de programação por blocos coloridos (sistemas lúdicos e interativos). As atividades do projeto ocorrerão online, pelo ambiente virtual Moodle os sistemas online Scratch (MIT) e Appinventor (MIT). Percebemos nos últimos dois anos de projeto um grande interesse da comunidade em aprender a montar suas próprias animações e jogos, em especial pelos jovens e por professores interessados em desenvolver atividades como essa enas escolas, incluso com diversas demandas vindas dos próprios participantes.

Introdução
A Ciência da Computação e as tecnologias advindas das pesquisas na área propiciam diversos instrumentos digitais que fazem parte de nosso cotidiano. Entretanto, ainda são poucas pessoas que entendem o que ocorre por trás desses aparelhos, tornando-se usuários alienados ou que usam pouco do potencial destes. Além disso, compreender o funcionamento dessas, em especial dos computadores, tabletes e smartphones, potencializa o uso desses. Assim, faz-se importante estimular à enculturação digital, que deve incluir não apenas seu uso, mas também a compreensão da lógica de seu funcionamento, de forma crítica, estimulando o auto-desenvolvimento. Ressalta que há um movimento global para que estudantes tenham atividades de informática, incluindo programação. Há pesquisas indicando que ao aprender os princípios da programação, o aluno poderá estimular e ampliar sua criatividade, raciocínio lógico, além de esta poder estar integrada aos conteúdos escolares, estimulando os alunos à aprendizagem e à construção de conhecimentos de modo prazeroso. Percebemos um grande interesse pelos professores dos diversos níveis em participar do projeto nos últimos anos, com grande envolvimento e posteriores ações em suas próprias escolas. Desenvolveremos atividades online, por meio do Moodle e facebook, trabalhando as aplicações Scratch e App Inventor, os quais são livre, lúdicos, fáceis de usar, em português, por isso, recomendado para jovens e crianças. Uma das vantagens do AppInventor é poder emular, em tempo real, a aplicação em desenvolvimento no dispositivo móvel, podendo-se explorar, entra as funções, os sensores do aparelho (acelerômetro, GPS, câmera etc). A facilidade dessa linguagem está na disposição dos comandos, organizados em blocos pré-definidos, com cores, o que evita erros que poderiam ser cometidos facilmente por programadores em outras linguagens. Seu funcionamento se dá por meio de ações de clique e arraste sobre esses blocos, que podem ser interligados da maneira que o indivíduo preferir, desde que haja lógica sintática entre eles, dando sentido ao projeto. Os projetos Scratch e ao App Inventor podem se tornar jogos, histórias animadas, apresentações de conteúdo, entre outras funcionalidades. Além das atividades deste ano, que serão novamente abertas para a comunidade, pretendemos investir em uma nova ação especificamente voltada para formação de professores para uso desses sistemas de autoria nas escolas. Envolverão-se nesse projeto professores da área de Educação e da Ciência da Computação, além de estudantes da Computação, que construiriam, em conjunto, as atividades para e com estudantes do ensino médio e professores. Além disso, este projeto se conectará com outro projeto envolvendo o uso de sistemas arduinos e a formação de professores, por outro professor.

Objetivo Geral
Objetiva-se o ensino-aprendizagem de linguagens de programação e dos princípios lógicos da Ciência da Computação de forma lúdica, promovendo a inclusão digital de crianças, jovens e adultos de forma divertida, aplicando esses conhecimentos no desenvolvimento de atividades multidisciplinares na criação de animações, pequenos jogos e aplicativos.

Objetivos Específicos
1) Aprimorar as atividades das ações do projeto Pensando em Código para as ações de 2019. 2) Atuar na formação de professores para uso das tecnologias digitais no ensino; 3) Estimular o desenvolvimento do raciocínio lógico por crianças, jovens e adultos; 4) Estimular a criatividade nos participantes do projeto a partir da criação de animações e pequenos jogos; 5) Contribuir para o desenvolvimento da literacia digital nos envolvidos do projeto; 5) Estimular o desenvolvimento de habilidades de resolução de problemas; 6) Estimular o desenvolvimento de habilidades sociais durante os trabalhos em grupo; 7) Aprimorar e aplicar os cursos do Scratch e App Inventor, desenvolvidos em 2018; 8) Desenvolver nova ação com foco exclusivo em professores; 9) Estimular o uso das tecnologias educacionais por meio do grupo no facebook do projeto; 10) Capacitar os estudantes do mestrado profissional em História Ibérica para construírem materiais didáticos para utilização real em escolas.

Justificativa
A principal justificativa deste projeto se refere às demandas que a própria comunidade demonstou durante o projeto em querer ter mais ações do pensando em Códigos, envolvendo a construção de animações e jogos no Scratch e no App Inventor, seja pelo interesse em desenvolver atividades em seus próprios ambientes de trabalho ou mesmo por outos interesses particulares. Construir animações é jogos é divertido e contribui no desenvolvimento de diversas habilidades ;) A informática, nas escolas públicas é pouco explorada e, nas privadas, é muitas vezes utilizada como ferramenta de escritório (word, planilhas etc) ou para buscas. São relativamente poucas iniciativas que coloca as tecnologias digitais em uma visão de desenvolvimento de autonomia, de raciocínio lógico ou explorando essas como mediadoras do ensino de conteúdos específicos. Dessa forma, percebe-se uma carência de atividades envolvendo os conhecimentos dos princípios das Ciências da Computação que, de alguma forma, acabam por fazer parte do dia-a-dia da maior parte das pessoas, a partir do momento que usam algo que se utiliza de alguma linguagem de programação para funcionar. Além disso, a aprendizagem dos princípios da programação, de forma lúdica, estimula o estudante à aprendizagem, à experimentação, ao desenvolvimento do raciocínio lógico. Destaca-se que esse processo pode explorar a criatividade do estudante e estimular sua capacidade de inovação, conforme observado em diversas pesquisas no mundo. Outro destaque se refere que ações onde o participante se torna autor de seus próprios materiais acabam por gerar grande motivação do participante à aprendizagem, o que, neste caso, referem-se aos sistemas de autoria que pretendemos utilizar (app Inventor e Scratch). Além disso, o projeto Pensando em Códigos teve uma crescente procura em 2017 e 2018, sendo que até o momento tivemos mais de 1000 envolvidos nas ações do projeto, o que ressalta a importância e o interesse pelo público, com destaque ao interesse dos professores do ensino básico.

Beneficiário
Espera-se com esse projeto a participação de estudantes do ensino fundamental II, médio, graduação, além de estudantes de pós-graduação e professores dos diversos níveis. Com base no Pensando em Códigos 2017 e 2018, destacamos os professores do fundamental II e Médio como beneficiários.