VIDA ATIVA

Apresentação
O projeto visa aplicar ações que favoreçam a manutenção ou melhora da capacidade funcional e qualidade de vida do idoso e desenvolver atividades de pesquisa, ensino e extensão com alunos. Serão realizados atividades para melhora da capacidade respiratória, força e flexibilidade muscular, postura, imagem corporal, equilíbrio e coordenação motora, buscando melhora na realização das atividades de vida diária e na qualidade de vida. Continuará sendo oferecido atividades interdisciplinares que incluem a atenção farmacêutica, visando fornecer orientação em relação ao uso correto de medicamentos; praticas integrativas e complementares, com orientações e workshops com atividades com fitoterapia, meditação, dentre outros; atenção odontológica, com orientações de cuidado com a saúde bucal e nutricional, com informações sobre a alimentação adequada para o idoso. Espera-se repercussão positiva com melhora na qualidade de vida dos idosos e na formação de um acadêmico cidadão.

Introdução
A proporção de idosos e a expectativa de vida vêm aumentando progressivamente em todo o mundo, tornando necessárias intervenções preventivas e multidisciplinares voltadas a esta população, uma vez que, no processo de envelhecimento ocorrem declínios sistêmicos que afetam a funcionalidade, independência e autonomia. As alterações do sistema respiratório inerentes ao envelhecimento e o conhecimento dessas modificações contribui para a detecção e prevenção de disfunções respiratórias em idosos. Com o processo de envelhecimento ocorrem redução da mobilidade da caixa torácica, da elasticidade pulmonar e dos valores da pressão inspiratória e expiratória máximos, e consequente diminuição da capacidade respiratória funcional. Em relação às disfunções motoras do envelhecimento, estas envolvem alterações de imagem corporal, rigidez articular e déficit de força muscular, equilíbrio e coordenação, desencadeando maior risco de quedas, prejuízos nas atividades de vida diária, comprometimento da independência funcional, aumento nas internações por complicações e comorbidades e redução da qualidade de vida. Outro aspecto a ser abordado em idosos são as disfunções urinarias inerentes ao envelhecimento, uma vez que ocorrem alterações nos tecidos de sustentação dos órgãos internos prejudicando o funcionamento dos mesmos e acarretando distúrbios miccionais, sendo o mais comum à incontinência urinaria. A interdisciplinaridade é de grande importância na atenção à população idosa. Neste sentido, orientações quanto ao uso correto de medicamentos incluindo interações medicamentosas, praticas integrativas e complementares, com orientações e workshops com atividades com fitoterapia, meditação, dentre outros; assim como os cuidados com a saúde bucal e orientação nutricional garantem melhor assistência a esta população. A atuação fisioterapêutica associada à atenção farmacêutica, praticas integrativas e complementares, odontológica e nutricional, garante abrangência de atuação multidisciplinar na população de idosos do município de Alfenas-MG. Nesse sentido, esse projeto visa a prevenção, manutenção e melhora da capacidade respiratória e motora, bem como de alterações decorrentes do processo de envelhecimento. Para tanto, serão empregados avaliações específicas e programa de atividades com exercícios de alongamento, fortalecimento muscular, treinamento de equilíbrio e marcha e treinamento respiratório. Além de palestras informativas que abordam os objetivos do projeto incluindo seus aspectos interdisciplinares. O projeto tem importância também na formação cidadã do acadêmico do curso de fisioterapia, pois permite convivência interdisciplinar e com a sociedade, articulando os conhecimentos da graduação e extensão. A partir desta ação de extensão poderão ser desenvolvidas pesquisas e participações dos acadêmicos em outros eventos científicos para a apresentação dos resultados das avaliações e procedimentos realizados durante a execução da mesma.

Objetivo Geral
Aplicar ações que favoreçam a manutenção ou melhora da capacidade funcional e qualidade de vida do idoso, no município de Alfenas-MG, e desenvolver atividades de pesquisa, ensino e extensão com os acadêmicos da Universidade Federal de Alfenas.

Objetivos Específicos
Realizar avaliações respiratórias e motoras para a população idosa; Analisar a qualidade de vida e a atividade de vida diária do idoso; Planejar exercícios, em grupo ou individuais, que melhore a capacidade respiratória, força, flexibilidade muscular, postura, equilíbrio e coordenação motora e imagem corporal; Promover orientação, através de palestras interdisciplinares, em relação à prevenção e cuidados inerentes à população idosa; Favorecer a socialização dos participantes do Projeto Vida Ativa; Permitir a inserção do aluno em atividades sociais e acadêmicas; o Elaborar atividades de pesquisa a partir dos dados obtidos no projeto, a fim de melhorar a assistência aos idosos. Oferecer o serviço de atenção farmacêutica, praticas integrativas e complementares, odontológica e nutricional aos participantes do Projeto Vida Ativa. Promover inclusão de tecnologias, como a interação dos participantes e familiares em rede social na página do projeto Vida Ativa, criado em 2014 e atividades realizadas com auxílio da realidade virtual; Oferecer atividades alternativas como musicoterapia, meditação dentre outros para idosos.

Justificativa
O crescente aumento da população idosa, demonstrado nos estudos demográficos e epidemiológicos, evidencia para os órgãos governamentais e para a sociedade constantes desafios, principalmente, no que se refere à área da saúde e aos aspectos socioeconômicos, próprios do envelhecimento populacional. No Brasil, este fenômeno revela crescimento exponencial, cuja projeção, para o ano de 2025, demonstra que o número de indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos será de 32 milhões. Com processo de envelhecimento ocorre o declínio funcional de diversos sistemas, tornando relevante a ampliação da base conceitual da prática interdisciplinar e da formação acadêmica do profissional da saúde em suas diferentes áreas de atuação. No sistema respiratório, a limitação da capacidade fisiológica decorrente do envelhecimento induz à diminuição da complacência da parede torácica, redução da força e da resistência da musculatura respiratória e diminuição da mobilidade das articulações costovertebrais, ocasionado por prejuízo do recrutamento neuromuscular e por densificação do tecido conjuntivo. O sistema musculoesquelético também é aspecto importante a ser abordado no processo de envelhecimento. A redução da força e da potência muscular leva à diminuição na capacidade de promover torque articular rápido e necessário às atividades que requerem força moderada, como: elevar-se da cadeira, subir escadas e manter o equilíbrio ao evitar obstáculos, aumentando o risco de quedas. A queda ou a lesão decorrente dela pode ter efeito devastador na independência do indivíduo e em sua qualidade de vida. Para o equilíbrio, os estudos relacionam a atividade física com a melhora na estabilidade postural e na marcha do idoso, o que pode reduzir as quedas e melhorar o desempenho das atividades de vida diária nessa população. No que se refere aos distúrbios urinários, poucos idosos procuram ajuda para este problema. Existem grandes chances de melhora ou de cura para esta população se as condições forem compreendidas, avaliadas e tratadas, justificando a necessidade de orientações preventivas e intervenções especificas precoces. Diante do exposto, torna-se necessário associar o envelhecimento a um estilo de vida ativo, saudável e funcional. Diversos estudos comprovam que a realização de exercícios físicos orientados favorece o retardo dos efeitos do envelhecimento, melhora a capacidade funcional dos idosos, diminui o sedentarismo, produz modificações positivas na auto-imagem, favorece a socialização e melhora a qualidade de vida. Baseado no exposto acima, destaca-se a importância do projeto Vida Ativa no idoso, visando a promoção à saúde e prevenção de doenças, garantindo repercussão social com melhora na qualidade de vida. Além de proporcionar formação cidadã do acadêmico do curso de fisioterapia, pela convivência interdisciplinar e com a sociedade.

Beneficiário
Idosos do Programa UNATI, e acadêmicos da Universidade Federal de Alfenas. Pois tem objetivos melhorar a qualidade de vida da população idosa, garantir a vivência acadêmica interdisciplinar de discentes e promover a interação entre a comunidade, acadêmicos e outros profissionais.