CENTRO DE INFORMAÇÃO DE MEDICAMENTOS

Apresentação
A diversidade dos novos conhecimentos sobre os medicamentos gera um volume de mais de dois milhões de publicações biomédicas anuais, resultando numa imensa literatura médica e farmacêutica. Assim, diante de inúmeras informações, deparamos com um problema complexo de comunicação da informação recente sobre medicamentos e seu uso pelos profissionais de saúde, bem como em compatibilizar a assistência ao paciente e se dedicar ao estudo de toda informação publicada sobre aspectos farmacêuticos, farmacológicos e terapêuticos dos medicamentos. Para atender a essa necessidade surgem os Centros de Informação sobre Medicamentos (CIM) com a função de ordenar, avaliar, recuperar e difundir a informação que é produzida sobre medicamentos e decisão terapêutica. O projeto abrange os três pilares fundamentais da universidade: ensino, pesquisa e extensão.

Introdução
Entre as deficiências do sistema de atenção à saúde, está a indisponibilidade de informações adequadas para aqueles que prescrevem, dispensam, administram e consomem os medicamentos, resultando no uso inapropriado. A quantidade de informação aumentou de forma exponencial levando ao que chamamos de “explosão de informação”. Estima-se que para um clínico manter-se atualizado na leitura das melhores revistas sobre medicina interna seria preciso ler 200 artigos e 70 editoriais por mês. Soma-se a isso, novos conceitos de farmacocinética e biodisponibilidade, descrição de reações adversas e interações medicamentosas, que são cada vez mais complexas, interferências pré-analíticas em exames laboratoriais e mudanças frequentes na legislação sobre medicamentos que exigem do prescritor uma atualização constante. A partir da necessidade de informações científicas a respeito da utilização correta de medicamentos na população brasileira, gerando a divulgação de informações e o levantamento de dados para subsidiar programas preventivos mais adequados à nossa realidade, se faz necessário a criação de CIM que estejam voltados para a divulgação de informações científicas e também para geração de informações através de pesquisas científicas.

Objetivo Geral
Promover o uso racional dos medicamentos por meio de informação técnico-científica objetiva, atualizada, devidamente processada e avaliada.

Objetivos Específicos
Objetivos junto à comunidade: Conscientizar os profissionais da área da saúde da importância do uso racional de medicamentos e da busca de informações de qualidade para sua atuação profissional. Objetivos junto aos alunos: Possibilitar a formação de profissionais capacitados e que consigam dialogar com a equipe de atenção interdisciplinar e com a comunidade na qual estão inseridos.

Justificativa
Os profissionais de saúde são sobrecarregados de inúmeras atividades o que, muitas vezes, dificulta o acesso a cursos de capacitação ou mesmo dispor de tempo para a leitura e atualização sobre os medicamentos. Os usuários de medicamentos podem ser esclarecidos sobre a utilização correta dos medicamentos, além de terem um local para buscarem informações de forma segura e confiável diante das dúvidas surgidas durante o uso do medicamento.

Beneficiário
Profissionais de saúde do município de Alfenas – MG, acadêmicos dos cursos de saúde da UNIFAL-MG (participantes do projeto e atingidos pelos cursos e palestras promovidos); cuidadores de pacientes e usuários de medicamentos.