FLORESCER: NUTRIÇÃO E PROMOÇÃO À SAÚDE

Apresentação
O projeto propõe realizar atividades de atendimento nutricional em nível ambulatorial, à comunidade universitária e à população do município de Alfenas-MG, visando prevenir e/ou tratar doenças que têm na dieta um fator causal, estimulando práticas alimentares de hábitos saudáveis para a vida. Ainda, ação visa à promoção da saúde e qualidade de vida dessas pessoas. Os atendimentos serão individuais, no Laboratório de Avaliação Nutricional da Faculdade de Nutrição da UNIFAL-MG e em paralelo, oficinas educativas ao público atendido interessado. Assim, procura-se atender as diretrizes específicas de natureza acadêmica, referentes ao cumprimento ao preceito da indissociabilidade entre extensão, ensino e pesquisa; a interdisciplinaridade; ao impacto na formação do estudante; geração de produtos; integração com o ensino de graduação. Em relação à sociedade, tais diretrizes referem-se ao impacto social; relação multilateral pela troca de saberes científicos.

Introdução
O perfil epidemiológico do Brasil e demais países em desenvolvimento passam por uma fase de transição, denominada transição nutricional. Esta fase caracteriza-se pela redução contínua dos casos de desnutrição e deficiências de micronutrientes, mas também pela excessiva escolha de alimentos com alto valor energético e diminuição da prática de atividades físicas. Este perfil induz ao aumento da obesidade mundial e da prevalência de doenças não transmissíveis (DCNT), como diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e doenças cardiovasculares (SCHNEIDER et al, 2011). Assim, a importância de conduzir programas de intervenção que visam à promoção da saúde e qualidade de vida, bem como à prevenção e controle dos fatores de risco para doenças pela alimentação. A Universidade está centrada no tripé ensino, pesquisa e extensão. As atividades de extensão contribuem para que o aluno vivencie as atividades práticas, ampliando e enriquecendo sua visão sobre a realidade do local e contribuindo com a comunidade. O projeto intitulado “Florescer: Nutrição com saúde” , visa contribuir para a melhoria na saúde da comunidade atendida no que se refere ao tratamento das doenças. O objetivo deste projeto também é proporcionar ao aluno do Curso de Nutrição a experiência prática e interdisciplinar no atendimento ambulatorial de pacientes. Desta forma, os acadêmicos já iniciam sua interação com a sociedade amadurecendo o pensamento científico e social do seu futuro exercício profissional dentro de um processo educativo.

Objetivo Geral
Contribuir para a promoção da saúde da comunidade universitária e alfenense, por meio da melhoria das condições de alimentação, nutrição e saúde da população, mediante a promoção de práticas alimentares adequadas e saudáveis, a vigilância alimentar e nutricional, a prevenção e o cuidado dos agravos relacionados à alimentação e nutrição.

Objetivos Específicos
• Elaborar o diagnóstico nutricional, com base nos dados clínicos, bioquímicos, antropométricos e dietéticos; • Elaborar a prescrição dietética, com base nas diretrizes do diagnóstico nutricional; • Registrar, em prontuário do cliente/paciente, a prescrição dietética e a evolução nutricional, de acordo com protocolos pré-estabelecidos pelo serviço e aprovado pela Instituição; • Promover educação alimentar e nutricional para clientes/pacientes, familiares ou responsáveis; • Estabelecer receituário individualizado de prescrição dietética, para distribuição ao cliente/paciente; • Encaminhar aos profissionais habilitados os clientes/pacientes sob sua responsabilidade profissional, quando identificar que as atividades demandadas para a respectiva assistência fujam às suas atribuições técnicas; • Prescrever suplementos nutricionais, bem como alimentos para fins especiais, em conformidade com a legislação vigente, quando necessários à complementação da dieta;; • Garantir ao estudante supervisão frequente e sistemática, de forma ética, orientando sobre a importância em observar os princípios e normas contidas no Código de Ética do Nutricionista; • Contribuir para a formação técnico-científica do estudante, facilitando o aperfeiçoamento técnico, científico e cultural de alunos sob sua orientação ou supervisão.

Justificativa
A dieta habitual dos brasileiros, composta por diversas influências, é, atualmente, caracterizada por uma combinação de uma dieta dita “tradicional” (baseada no arroz com feijão) com alimentos classificados como ultra-processados, com altos teores de gorduras, sódio e açúcar e com baixo teor de micronutrientes e alto conteúdo calórico (Brasil, 2012). Esse perfil alimentar contribui de maneira expressiva para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis e de doenças causadas por deficiência de vitaminas e minerais. Ainda, a tendência secular dos indicadores antropométricos mostra aumentos contínuos de excesso de peso e obesidade na população infantil e adulta brasileira (IBGE, 2010). Com relação às doenças relacionadas às deficiências de micronutrientes, a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher, realizada em 2006, reafirmou que as deficiências de ferro e vitamina A ainda persistem como problemas de saúde pública no Brasil: 17,4% das crianças e 12,3% das mulheres em idade fértil apresentam hipovitaminose A, enquanto 20,9% e 29,4% desses grupos populacionais, respectivamente, apresentam anemia por deficiência de ferro. Estudos regionais apontam para uma prevalência média de cerca de 50% de anemia ferropriva em crianças menores de cinco anos de idade (Brasil, 2009, Lima et al., 2018). Tendo em vista a atual situação alimentar e nutricional do País, a vulnerabilidade nutricional da população de Alfenas e a inexistência de atendimento nutricional gratuito no âmbito da Atenção Primária à Saúde no município, torna-se evidente a necessidade de organização dos serviços de saúde para atender às demandas geradas pelos agravos relacionados à má alimentação, tanto em relação ao seu diagnóstico e tratamento quanto à sua prevenção e à promoção da saúde.

Beneficiário
A comunidade universitária e a população do município de Alfenas-MG( crianças, adolescentes, adultos, idosos, gestantes e atletas) encaminhados pelas unidades de saúde do município, pela clínica de fisioterapia e de especialidades da UNIFAL-MG.