LIGA ACADÊMICA DE ONCOLOGIA DA UNIFAL-MG (LAO-UNIFAL-2019)

Apresentação
A Liga Acadêmica de Oncologia da Universidade Federal de Alfenas (LAO-UNIFAL) é uma iniciativa dos acadêmicos do curso de Medicina que pretendem realizar ações que objetivam complementar a vivência teórico-prática e fortalecer conceitos atuais sobre as bases genéticas, celulares e clínicas do câncer. Inicialmente, a liga era composta apenas por estudantes de medicina e atualmente, tendo em vista a multidisciplinariedade dessa especialidade, as atividades da liga já contemplam a participação de estudantes de outros cursos da nossa instituição como odontologia, enfermagem e ciências biológicas. Além disso, a LAO tem como objetivos a expansão para outros cursos da área da saúde como nutrição, fisioterapia e biomedicina e a integração com a comunidade local, aplicando os conhecimentos e habilidades adquiridos nas atividades de ensino e pesquisa na área Oncológica, assim como a difusão de ações preventivas quanto ao desenvolvimento do câncer.

Introdução
O Câncer é o nome genérico dado a uma série de doenças, cuja principal característica é ser decorrente de um descontrolado crescimento e divisão celular. O processo se inicia quando células de algum tecido do corpo começam a crescer sem controle, gerando células anômalas, que podem se multiplicar e invadir outros órgãos distantes do local de origem, em um processo conhecido por metástase. Devido a que a origem do câncer radica na alteração de genes que controlam os processos de divisão celular, esta doença é definida como uma DOENÇA GENÉTICA, sendo considerada um problema de saúde pública que pode ter suas implicações reduzidas por ações que possibilitem o diagnóstico precoce e a prevenção, compreendendo promoção à saúde e intervenção nos fatores de riscos. É importante salientar que essas ações de promoção da saúde devem considerar os determinantes sociais da saúde (fatores sociais, econômicos, culturais, étnico-raciais, psicológicos, comportamentais e ambientais que influenciam o processo saúde-doença) do público alvo, de maneira que estes causem impacto na qualidade de vida dessa população. Iniciativas de ações de extensão universitária como as Ligas Acadêmicas têm um papel importante nesse contexto e contribuem tanto para a formação profissional do aluno que exerce a ação quanto para a informação e assistência da comunidade em foco.

Objetivo Geral
Promover ações que visem à aquisição de conhecimentos teóricos e práticos da área oncológica pelos acadêmicos participantes. Além disso, promover ações que objetivem a promoção à saúde da comunidade local em assuntos relacionados aos tipos de câncer mais incidentes na população brasileira e comunidade local, desenvolvendo o seu papel transformador da nossa sociedade.

Objetivos Específicos
Fortalecer conceitos fundamentais sobre as bases genéticas, celulares e clínicas do câncer. Capacitar o acadêmico do projeto dentro dessas ações de ensino a apresentar artigos científicos e guiar discussões de forma que ele consiga correlacionar esses artigos a casos clínicos, integrando assim, a vivência teórico-prática da área oncológica. Capacitar o acadêmico na identificação, prevenção e orientação educacional dos tipos de cânceres mais prevalentes na população brasileira e comunidade local através da organização de eventos informativos de promoção à saúde relacionada à oncologia.

Justificativa
A estimativa mundial mostra que, em 2012, ocorreram 14,1 milhões de casos novos de câncer e 8,2 milhões de óbitos. Estima-se, para o Brasil, biênio 2018-2019, a ocorrência de 600 mil casos novos de câncer, para cada ano. Excetuando-se o câncer de pele não melanoma (cerca de 170 mil casos novos), ocorrerão 420 mil casos novos de câncer (INCA, 2018). Além do aumento de números de casos notificados de pacientes com câncer, a oncologia tem uma relevância temática multidisciplinar na sociedade atual, por meio de novas pesquisas, das descobertas de novos medicamentos e aplicação de estratégias terapêuticas mais eficientes. A oncologia tem uma visão de multidisciplinaridade na sua equipe de trabalho, sendo importante o diálogo entre as áreas básicas e clínicas para o desenvolvimento de conhecimentos mais abrangentes e para uma maior eficácia no estudo das patologias tumorais, bem como o diálogo entre todos os cursos das áreas da saúde, que trabalham de forma cooperativa na clínica. Além disso, é importante salientar que as causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo, estando ambas interrelacionadas. As causas externas relacionam-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de um ambiente social e cultural. As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas e estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas. Dessa forma, a ampliação do conhecimento nesta importante área acadêmico-cientifica e a utilização deste conhecimento como ferramenta de transformação social justifica a renovação e manutenção da presente proposta, a mesma que permitirá ampliar o conhecimento desses fatores por parte dos alunos, através das ações de ensino e a posterior organização de eventos informativos para a comunidade local, de forma importante quando relacionada com as causas externas passíveis de prevenção. Em vista que a área oncológica, foco do nosso projeto, está intimamente relacionada com fatores genéticos de desenvolvimento neoplásico e predisposição genética familiar, todos os conceitos acadêmicos abordados e ações assistenciais-extensionistas a serem desenvolvidas estão intimamente vinculados às ações do Programa Genética para Todos. É importante salientar que, a LAO, dentro do Programa de Genética para Todos, no ano de 2018 realizou diversas e importantes ações que contribuíram para o crescimento pessoal e profissional de seus membros bem como da comunidade. Entre as ações desenvolvidas no ano de 2018 estão a discussão de uma série de casos clínicos (11 casos em 22 encontros) abordando os tipos de tumores mais incidentes, ações informativas para pacientes oncológicos que frequentam a Associação Vida Viva e a coleta de dados na forma de questionários para a execução do trabalho "Impacto da educação em saúde no conhecimento sobre aspectos de auto-cuidado em pacientes oncológicos", palestras sobre câncer de próstata, pênis, pulmão, cólon e boca aos trabalhadores da UNIFI de Alfenas, a organização do II Simpósio de Oncologia da LAO realizado em Maio, a participação com a submissão de resumos no IV Simpósio Integrado na UNIFAL (resumo em anexo) e a participação com a montagem de um Stand na Praça durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Beneficiário
Acadêmicos dos Cursos de Medicina, Biomedicina, Enfermagem, Ciências Biológicas, Farmácia, Nutrição, etc. Alunos de pós-graduação, docentes, pesquisadores e profissionais interessados e envolvidos com a temática da oncologia. Funcionários e voluntários da Fundação Vida Viva e o público geral.