CLUBE DE TROCAS DA ITCP/UNIFAL – CAMPUS VARGINHA

Apresentação
A Economia Solidária tem criado possibilidades de inclusão social e de reorganização da sociedade com base na mudança das relações sociais de produção. E é nesse contexto que surgem as experiências de clube de trocas, que são um espaço onde as pessoas trocam entre elas produtos, serviços e saberes sem o uso de dinheiro, de uma forma solidária, que promove a cooperação em vez da competição, respeitando normas éticas e ecológicas ao produzir e consumir. Além disso, os clubes de troca se apresentam como espaços para socialização cultural, uma vez que nas suas dependências são realizadas as trocas, mas também apresentações culturais de toda natureza, se apresentando também como um instrumento de difusão cultural, a uma população historicamente excluída. Assim, este projeto tem como proposta a continuação do desenvolvimento das ações do Clube de Trocas, na UNIFAL – Varginha, numa tentativa de continuidade de ações que se pautem por relações solidárias e estímulo ao desenvolvimento cultural.

Introdução
A ampliação do envolvimento da sociedade civil organizada na criação de alternativas econômicas, em parceria com outros atores sociais se apresentam como um espaço importante para o auxílio no desenvolvimento. Quando se fala em desenvolvimento, sobretudo em desenvolvimento local, a dimensão econômica não é a única a ser considerada. As tentativas de explicar e de intervir na realidade social a partir dos movimentos ocorridos numa chamada base econômica vêm mostrando suas inconsistências. Assim, a necessidade de integrar desenvolvimento econômico e social faz com que as alternativas de desenvolvimento local encontrem como alternativa o campo da economia solidária (ES), que vem se apresentando como uma resposta importante de trabalhadores e de comunidades pobres em relação às transformações ocorridas no mundo do trabalho. Para Singer (2002), a ES é compreendida como o conjunto de atividades econômicas – de produção, distribuição, consumo, poupança e crédito – organizadas e realizadas solidariamente por trabalhadores e trabalhadoras sob a forma coletiva e autogestionária. O conceito de ES introduz uma novidade na compreensão da economia e outra na compreensão da política. Isto porque, o processo de transformação da economia capitalista passa antes pela organização dos produtores e consumidores. Assim, pode-se dizer, que a ES tem criado possibilidades de inclusão social e de reorganização da sociedade com base na mudança das relações sociais de produção e de gestão pública. E é nesse contexto que surgem as experiências de clube de trocas. Os clubes de troca sido um exercício importante como parte da experimentação das Trocas Solidárias no cotidiano das pessoas, instituições e comunidades. O ser humano dedica-se a atividades de comércio desde épocas remotas, sendo as trocas a primeira forma conhecida. Troca ou escambo é a forma de intercambiar produtos ou serviços diretamente, sem a utilização de dinheiro. Os clubes de troca fazem parte da rica diversidade e das diversas maneiras de fazer acontecer as trocas solidárias. Os clubes de trocas são um espaço onde as pessoas trocam entre elas produtos, serviços e saberes sem o uso de dinheiro, de uma forma solidária, que promove a cooperação em vez da competição, própria do "outro" mercado, respeitando normas éticas e ecológicas ao produzir e consumir. Além disso, os clubes de troca se apresentam também, como espaços para socialização cultural, uma vez que nas suas dependências são realizadas as trocas, mas também apresentações culturais de toda natureza, o que demonstra mais uma perspectiva de atuação dos clubes de troca, que de alguma forma se apresentam como um instrumento de difusão cultural, a uma população historicamente excluída. Nesse contexto, este projeto tem como proposta a continuação e, consequente, consolidação do Clube de Trocas, na UNIFAL – Campus Varginha, numa tentativa de continuidade de ações que se pautem por relações solidárias e estímulo ao desenvolvimento cultural.

Objetivo Geral
Realizar os Clubes de Trocas na UNIFAL – MG/ Campus Varginha, no intuito de se buscar a continuidade de relações solidárias e desenvolvimento cultural.

Objetivos Específicos
- Propiciar aos participantes a experiência de participação em um clube de troca; - Compreender as dinâmicas acerca da prática da economia solidária; - Propiciar espaços de desenvolvimentos culturais para a comunidade acadêmica da UNIFAL – MG / Campus Varginha, e para a comunidade externa.

Justificativa
Este projeto tem como proposta o desenvolvimento dos clubes de troca na Universidade Federal de Alfenas, Campus Varginha. Os clubes de troca se apresentam não só como um espaço propício para a realização de trocas e o estabelecimento de um consumo consciente, mas também com um importante espaço para o desenvolvimento de atividades culturais, proporcionando assim, uma inserção também cultural. Esta proposta vem de encontro às próprias premissas da Extensão Universitária, que se apresenta como um processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre Universidade e Sociedade (SILVA, 2000). Essas premissas se encontram diretamente relacionadas com o perfil desejado do profissional formado no Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, que é um profissional com visão crítica para colaborar na interpretação e solução de problemas pertinentes a área de gestão social, econômica e política. Assim, este projeto, visa contribuir para a formação da comunidade acadêmica e da comunidade externa, no exercício da cidadania, ao continuar a propor outra perspectiva de desenvolvimento, que não as historicamente impostas pelo capitalismo, e ao continuar a estabelecer outros conceitos de consumo, e de consciência das relações de troca, que não são pautadas pela obtenção do lucro, exploração do próximo (espoliação da mais valia) e concorrência desenfreada. Temas estes primordiais para as vivências e discussões acerca da questão do consumo e das novas relações, inclusive um desenvolvimento social sustentável, que vivenciamos ou deveríamos presenciar na nossa sociedade. Além disso, este projeto visa a tornar os discentes sujeitos de transformação da realidade, com respostas para os grandes problemas contemporâneos. Outra vertente de atuação deste projeto, e que pretende-se aqui, a sua continuidade, é a criação de espaços culturais, na universidade, sobretudo em um campus novo, em implantação, em que estes espaços e estas práticas ainda não são uma realidade. A proposta é que ao final da realização das trocas, continuem a ser feitas apresentações culturais, pelos alunos e/ou pela comunidade externa, apresentações estas de diferentes natureza, quer sejam poéticas, musicais, cênicas, lúdicas, dentre outras. É importante destacar ainda, que este projeto pertence ao Programa de Extensão Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares – ITCP/UNIFAL – MG – Campus Varginha, por serem ambos espaços de discussão dos primórdios da economia solidária. A ITCP/UNIFAL – MG, Campus Varginha se apresentam como agente de um processo educativo para a cooperação, a autogestão, e a difusão da economia solidária, buscando articular multidisciplinarmente, áreas de conhecimento de universidades brasileiras com grupos populares interessados em gerar trabalho e renda, visando a contribuir na formação de cooperativas populares e/ou empresas autogestionárias, nas quais os trabalhadores têm o controle coletivo de todo o processo de produção, desde a atividade fim até a gestão do empreendimento. Assim pode-se dizer, tanto a ITCP como os Clubes de Troca, visam contribuir para a efetividade do tripé da universidade, ensino, pesquisa e extensão. No ensino, a ITCP/UNIFAL – MG, Campus Varginha e o Clubes de Troca poderão auxiliar na expansão, no fortalecimento e na integração dos ensinos de Graduação e Pós-Graduação, assegurando a excelência acadêmica, a fim de formar cidadãos capazes de propor e implementar soluções para as demandas da sociedade. No que se refere a pesquisa, podemos destacar que os dois espaços possuem um papel fundamental ao realizar pesquisas em todas as áreas do saber, buscando a excelência e expressando o compromisso com o desenvolvimento sustentável. Com relação à extensão universitária, esta apresenta-se como um dos pilares fundamentais da ITCP/UNIFAL – MG, Campus Varginha e do Clube de Trocas, por ampliar a relação da Universidade com a sociedade, desenvolvendo processos educativos,culturais e científicos, articulados com o ensino e a pesquisa e voltados à solução de questões locais, regionais e nacionais.

Beneficiário
Os discentes, professores e técnicos da UNIFAL - MG, Campus Varginha; os membros dos grupos incubados pela ITCPUNIFAL, campus Varginha; comunidade externa.